domingo, 19 de outubro de 2014

O ATOLEIRO MORAL DE LULA


Por Nilson Borges Filho 
 Belo Horizonte acompanhou uma das cenas mais repugnantes de toda a campanha presidencial. O protagonista? Luiz Inácio Lula da Silva. Fora de si, avermelhado, camisa ensopada de suor, andando de um lado para outro feito um destemperado, sob a corte de  desqualificados que o aplaudiram no final da verborragia, Lula agrediu, da pior forma possível, o senador Aécio Neves. O pecado de Aécio? Estar na frente de Dilma Rousseff nas pesquisas de intenção de voto e com larga possibilidade de ser o próximo presidente da República.
O motivo? A perda do poder e de suas  benesses e o medo de ver que seus oito anos de governo e os quatro de Dilma não passaram de uma fraude. Lula  em campanha em Manaus já havia insinuado que Aécio dirige bêbado e que isso não faz bem a um presidente. Logo Lula, conhecido no Brasil inteiro pelo seu gosto excessivo pela cachaça nos tempos de sindicalista e pelo uísque nos tempos em que habitava o palácio Alvorada.
No auge...
Como melhorou de vida, deixou a marvada e se encantou com o bom e velho escocês. Lula bebe e quase sempre perde a compostura quando se excede. Em Belo Horizonte um Lula ensandecido, cuja única explicação é que a mudança está se consolidando além do que dizem os institutos Datafolha e o Ibope, desceu ao nível do submundo da política rasteira. Lula é amoral e baixo.
Os ataques em Belo Horizonte foram de uma sordidez inimaginável, chegando a insinuar que o candidato Aécio tem o costume de agredir mulheres. Vejam: esse é o mesmo Lula daquele que preso em São Paulo tentou sodomizar um rapaz do MEP, que dividia a cela com ele. A justificativa de Lula para se ato abjeto era a de que não podia viver sem mulher. Perguntado sobre o ocorrido, o rapaz do MEP, hoje um senhor de meia idade, disse que não ia responder porque sendo evangélico não poderia mentir. Pois então que falasse a verdade.
A rigor, o ex-presidente é um "exemplo" de homem que respeitoso com as mulheres, mormente com a sua. Quando presidente e em viagens ao exterior em missão oficial, Lula deixava a esposa, Dona Marisa Letícia , em casa e se esbaldava com a madame Rosemary Noronha pelos bons hotéis mundo afora. No avião presidencial madame Rose – como era chamada pelos íntimos – era sempre contemplada com os melhores assentos. Rosemary Noronha é amiga íntima de Lula desde os tempos de sindicato. À medida que Lula subia os degraus do poder, madame Rose ascendia na carreira de servidora pública.
Com a chegada de Lula à presidência, madame Rosemary Noronha foi nomeada Chefe do Escritório da Presidência da República, onde mandava e desmandava. Tinha por costume humilhar funcionários e emparedar políticos com a alegação de que era muito próxima do PR.
...e agora na decadência.
Exato, era assim “PR” que madame se referia a Lula com terceiros. Transformou as instalações da presidência da República em São Paulo em um lupanar e o gabinete em um espaço de saliência. É esse  senhor, Luiz Inácio Lula da Silva, que em público elogiava dona Marisa Letícia – a galega, como gostava de chama-la para se exibir -  e no privado dividia os lençóis com a madame Rose. É esse senhor, cheio de amor para dar, que hoje ataca o senador Aécio Neves com calúnias abjetas.
Ao lado de Lula, todo faceiro, o governador eleito Fernando Pimentel aplaudia as barbaridades ditas pelo ex-presidente, sem expressar uma ponta de incômodo. Lula e Dilma – por sugestão do Goebbels em compota – foram treinados para descontruir o candidato Aécio Neves, mesmo que para obter seus resultados valesse até ofender a honra do adversário.
Afinal, a Veja desta semana escancara a bandalheira na Petrobras  com matéria sobre  a delação do doleiro Alberto Youssef. O roubo na Petrobras azeitou o caixa de campanha de Dilma Rousseff em 2010, revelou o doleiro. O que leva a concluir que o atual mandato de Dilma Rousseff está sob suspeita por vício de forma e conteúdo

A VERDADE É COMO O PETRÓLEO: QUANDO ENCONTRADA VEM À TONA!!!

Capa Yousseff



Aluízio Amorim

Se os brasileiros pensavam que tinham visto tudo sobre a roubalheira promovida pelos governos do PT, incluindo aí, evidentemente, os dois mandatos do bebum de Rosemary, seguidos pelo desastre do “POSTE”, vermelho estão enganados. Há um estoque de informações verdadeiramente incandescentes e, sobretudo, vergonhosas, do que já foi revelado pelo Paulinho do Lula e por Beto, como carinhosamente era chamado pelos petistas o operador do petrolão. E, como não poderia deixar de ser, este é, mais uma vez, o mote para a reportagem-bomba da revista Veja. Nenhum brasileiro poderá emular o Lula e a Dilma dizendo que não sabia. Mesmo aqueles que por alguma razão não adquiram a revista, ficarão sabendo sim, porque Veja já está pautando os alegres rapazes que conduzem as redações da grande mídia, sobretudo as emissoras de televisão. Mesmo quem não saiba distinguir o A de X, bem como OS ANALFABETOS FUNCIONAIS E AQUELES ANALAFABETOS POR CONVENIÊNCIA FICARÃO SABENDO DOS DETALHES ESCABROSOS DA CORRUPÇÃO GIGANTESCA, AVASSALADORA URDIDA DOS PORÕES DO PALÁCIO DO PLANALTO LOCUS DO BUNKER COMANDADO POR LULA E FREQUENTADO POR SEUS SEQUAZES, TENDO À FRENTE, COMO "GERENTONA" DILMA ROUSSEFF. Lembram-se das pesadas multas fixadas pelo STF e aplicadas aos mensaleiros condenados no famigerado crime do mensalão? Lembram-se também como eram pagas, digamos assim, de forma descontraída e ligeira pelos petistas? E DE ONDE VEM TANTO DINHEIRO QUE CUSTEIA OS MAIS CAROS PROGRAMAS ELEITORAIS DO PT, JATINHOS ESPECIAIS, VIAGENS, EQUIPE DE CAMPANHA DE NÍVEL DE HOLLYWOOD, ENFIM TODO ESSE APARATO MONUMENTAL QUE O PT DISPÕE? Lembram-se, por exemplo, do crime do dossiê fajuto, quando meia dúzia de capangas de Lula foram flagrados com R$ 1,750 milhão em dinheiro para comprar um dossiê fajuto na tentativa de destruir moralmente José Serra? Até hoje não se sabe, ou pelo menos, não se sabia, a procedência dessa grana. À época, Lula do alto do seu cinismo abriu aquela boca suja e fétida de cachaça acusando seus próprios sequazes de "ALOPRADOS". Até hoje não foi esclarecida a origem do dinheiro. Todavia, convenhamos, R$ 1,750 milhão é ninharia no mundo glamouroso do poder infinito desses vagabundos malditos, mentirosos e salafrários, cujas partes baixas são lambidas diariamente pela maioria dos jornalistas da grande imprensa brasileira, com destaque para a Folha de S. Paulo que recentemente contratou o chefe dos invasores de propriedades em São Paulo, pau mandado do PT, como colunista semanal do jornal. Depois que fecharam os hospícios, aliás uma reivindicação de todos os comunistas e assemelhados, os loucos e psicopatas de todos os gêneros passaram a ser reconhecidos como seres humanos e foram reintroduzidos na sociedade. Boa parte deles dirige redações de jornais, revistas, televisões e sites da internet. Outro tanto, evidentemente, dirige uma Nação como o Brasil! O que listei nos parágrafos anteriores são apenas fiapos do fabuloso emaranhado de sacanagens (MALFEITOS UMA OVA, É SACANAGEM DA GROSSA) de todos os tipos e gêneros que se tornaram ao longo da última década sob os governos do PT, em eventos normais. Trata-se, portanto, de uma barbaridade inominável, chocante e aterradora. A reportagem-bomba de Veja desta semana dá mais um mergulho nesse lodaçal da imoralidade e da mentira, revelando aos brasileiros o conteúdo da delação do doleiro Alberto Youssef, mais conhecido pelos íntimos como "Beto". Quando assinou seu acordo de delação premiada, o doleiro Alberto Youssef prometeu entregar aos investigadores da Operação Lava Jato informações que iriam 'chocar o país'. Reportagem de Veja revela que na semana passada ele cumpriu a promessa: CONTOU QUE A CAMPANHA DE 2010 DE DILMA ROUSSEFF FOI EM PARTE FINANCIADA COM DINHEIRO DESVIADO DA PETROBRAS, LISTOU 28 PARLAMENTARES QUE SE SERVIAM DAS PROPINAS E EXPÔS AS ENTRANHAS DO QUE CHAMOU DE “MENSALÃO DOIS”. Isto é apenas um aperitivo do que relata a reportagem-bomba de Veja que deve ser lida por todos os brasileiros sequiosos pela verdade. E o depoente se esmera nos detalhes e ironias, ao qualificar, sem pestanejar, que a gatunagem nos cofres da Petrobras representou o "MENSALÃO DOIS", corroborando o que os cidadãos brasileiros mais atentos já haviam intuído. Explica-se, portanto, que a explosão do mensalão versão número 1, adiou apenas o plano do PT de transformar o Brasil num apêndice de Cuba. Tanto é que recentemente, por pouco, o decreto 8.243, que joga a pá de cal na democracia representativa, não foi votado, porém continua na pauta. Faz sentido, portanto, que o doleiro Beto se refira à engrenagem da diabólica roubalheira na Petrobras como o "MENSALÃO DOIS". Grande parte dos parlamentares mergulharam de cabeça no lodaçal, traindo de forma sórdida o povo brasileiro. Vendem-se por 30 dinheiros. A história bíblica se repete no ano de 2014 na Terra de Santa Cruz. E, para não deixar pedra sobre pedra, a reportagem-bomba de Veja revela, ainda, que A CAMPANHA DE DILMA ROUSSEFF EM 2010 FOI ADUBADA COM DINHEIRO PROCEDENTE DO PETROLÃO. Num país verdadeiramente sério essa gente toda estaria na cadeia. O verdadeiro faniquito a acometer a Dilma e outros tantos do seu séquito ainda está para acontecer. Mas que vai acontecer, vai. De qualquer maneira!


PITACO DO BLOG CHUMBO GROSSO: - ROUBALHEIRA SEMPRE EXISTIU. COSTUMA-SE  DIZER QUE A CORRUPÇÃO COMEÇOU QUANDO O DIABO COMPROU EVA COM UMA MAÇÃ. DAÍ, NÃO PAROU MAIS!!! MAS ESSES DO PT TORNARAM-SE BANDIDOS EM TEMPO INTEGRAL. GOVERNAM COM UM ÚNICO INTUITO: ROUBAR, NADA MAIS OS INTERESSA, APENAS ROUBAR...

sábado, 18 de outubro de 2014

DILMA TÁ INCHADA, GORDA, DORME MAL, COME PIOR AINDA. DILMA DEVE ESTAR DOENTE...


INDISPOSIÇÃO DE DILMA PODE NÃO SER UM MERO ACASO, MAS REFLEXO DE SAÚDE FRÁGIL E CAMPANHA DURA

O mal-estar de Dilma Rousseff ao final do debate presidencial promovido pelo SBT, UOL e Rádio Jovem Pan, na quinta-feira (16), pode ser reflexo de algo muito mais complexo do que mera queda de pressão. À jornalista do SBT, Dilma disse inicialmente que fora acometida por uma repentina queda de pressão, pois debates sempre exigem demais dos candidatos. Na sequência a petista afirmou que sentiu-se mal por ter se levantado rapidamente da bancada para conceder entrevista. Pois bem, o primeiro passo é entender que uma pessoa que está sentada ou deitada e levanta-se rapidamente pode sentir tontura na sequência do movimento, não alguns minutos depois. Ou seja,  deve descartar-se a possibilidade de TONTURA ou VERTIGEM em decorrência de um movimento brusco. Dilma disse que teve uma súbita queda de pressão, o que é considerado normal em dias especialmente quentes, como foi a quinta-feira (16), em São Paulo. Dentro de um estúdio de gravação com o ar condicionado ligado possivelmente no máximo. Mesmo assim, em ambientes refrigerados a queda de pressão é possível, não por causa de temperatura elevada. Uma campanha presidencial não é tarefa fácil, independentemente de quem seja o candidato. Dorme-se mal, come-se pior ainda, quando isso acontece, a cobrança é excessiva e a responsabilidade é enorme. Esse conjunto de fatores pode produzir mal-estares, o que não significa que isso tenha ocorrido com Dilma, que ao longo do debate mostrou sua impaciência com a postura do adversário, o tucano Aécio Neves. A presidente-candidata sabe que a derrota bate à sua porta e que o PT nem de longe consegue prever o futuro com essa possibilidade. Até porque, os escândalos de corrupção que ocorreram no Brasil nos últimos doze anos sairão debaixo do tapete, ao contrário do que afirma Dilma, que garante jamais ter abafado qualquer desmando cometido pela “COMPANHEIRADA”. Por outro lado, é visível que A SAÚDE DE DILMA ROUSSEFF NÃO É DAS MELHORES. RECUPERADA DE UM CÂNCER LINFÁTICO, DILMA AINDA ESTÁ NAQUELE PERÍODO EM QUE A DOENÇA PODE RETORNAR. O QUE FAZ COM QUE OS MÉDICOS NÃO DEEM ALTA DEFINITIVA AOS PACIENTES ANTES DE DEZ ANOS APÓS A ANUNCIADA CURA. NOS ÚLTIMOS MESES, A SILHUETA DE DILMA MUDOU RADICALMENTE, O QUE PODE SER REFLEXO DE ALGUM PROBLEMA DE SAÚDE. O ABDÔMEN DA PRESIDENTE ESTÁ PRONUNCIADO E A LARGURA DO SEU PESCOÇO AUMENTOU SOBREMANEIRA NOS ÚLTIMOS TEMPOS. Vale lembrar que recentemente Dilma teve problemas respiratórios, supostamente graves, a ponto de ter de recorrer a serviços médico-hospitalares em Brasília. Considerando que aquele que se recupera de um câncer, mesmo linfático, não volta a ser o mesmo e que uma campanha presidencial é extenuante, o melhor é estar atento à saúde da candidata petista que corre atrás da reeleição. Por certo surgirão aqueles que classificarão a matéria como especulação de final de campanha, Torcemos para que a saúde de Dilma esteja no prumo, pois o melhor é disparar críticas responsáveis na direção de quem está em igualdade de condições (Este texto foi gentilmente roubado no Blog Ucho.info. – Aprimeira machete e a imagem não fazem parte do texto original)











DILMA LEVOU UMA SOVA TÃO GRANDE DO PLAYBOY DAS ALTEROSAS NO DEBATE DO SBT, QUE SUA PRESSÃO FOI PRA 45...



















































sexta-feira, 17 de outubro de 2014

NO DEBATE DO SBT, DILMA FOI ÀS CORDAS PARA NÃO CAIR E SAIU DE MACA DEPOIS DA PRESSÃO QUE AÉCIO IMPÔS A ELA...


DO PÂNTANO PARA A SARJETA

Ricardo Noblat


Na versão política, tucano é uma ave que, apesar do bico grande, bica com delicadeza. É capaz de perder a vida para não perder a elegância. Foi assim, por exemplo, com Serra no primeiro debate do 2º turno contra Dilma em 2010. De certa forma foi assim também com Aécio no debate da última terça-feira contra Dilma na Rede Bandeirantes de Televisão. Quem imaginou que ele, ontem, no debate do SBT, ofereceria a outra face para apanhar, enganou-se. O instinto de sobrevivência empurrou Aécio para cima de Dilma, e dessa vez foi ela que não estava preparada para enfrentar tamanha fúria. Marqueteiros costumam dizer que o eleitor detesta troca de ataques entre candidatos. LOROTA. O ELEITOR DIZ QUE DETESTA PARA APARECER BEM NA FOTO – MAS ELA GOSTA DE ATAQUES, SIM. Os ataques só não podem resultar em baixarias. Se alguém quase se rendeu a baixarias foi Dilma quando tentou aplicar uma pegadinha em Aécio. Perguntou o que ele achava da lei que pune motoristas que dirijam bêbados ou drogados. Uma vez, no Rio, Aécio foi surpreendido por uma blitz da Lei Seca. E se recusou a fazer o teste do bafômetro. Se Dilma sabe que ele estava bêbado ou drogado deveria ter dito. É uma grave acusação que não pode apenas ser insinuada. Ela preferiu insinuar. LEVIANDADE. No debate da Band, Dilma impôs a Aécio sua agenda de discussão. Acuou-o com perguntas sobre o governo dele em Minas. Aécio saiu derrotado. No debate do SBT, Aécio impôs sua agenda. E rebateu os ataques de Dilma com calma, lógica e argumentos bem pensados. FOI IMPIEDOSO. Dilma voltou a perguntar pelos parentes que Aécio empregou no governo de Minas. Aécio respondeu sobre apenas um deles – sua irmã, Andrea, que trabalhou no governo sem nada ganhar. Em seguida, Aécio perguntou a Dilma pelo irmão dela, “QUE GANHA SEM TRABALHAR” da prefeitura de Belo Horizonte. Dilma fugiu da resposta. E começou a falar em "DILMÊS" Aécio carimbou na testa de Dilma que ela não conhece direito Minas Gerais. Dilma passou recibo da acusação. O debate acabou com Dilma NOCAUTEADA. Não é força de expressão. Desorientada, como se não soubesse direito onde estava e o que lhe aconteceu, Dilma perdeu a voz ao responder à pergunta de uma repórter do SBT. Esqueceu que estava ao vivo. E, aparentemente GROGUE, pediu para recomeçar. Não conseguiu. Alegou então que estava passando mal. Uma queda de pressão. Foi socorrida com um copo de água. Arranjaram-lhe uma cadeira. Quis voltar à responder à repórter. Como seu tempo acabara, se irritou com ela. Chamou-a de "minha querida". DESFECHO PERFEITO PARA UMA LUTA QUE PERDEU. (As manchetes e as imagens não fazem parte do texto original).


O CORRUPTO DO PETROLÃO FOI CONVIDADO PARA SER MINISTRO DE DILMA, MAS NÃO ACEITOU...


                             

O “HONESTO” PAULO ROBERTO COSTA JAMAIS ACEITARIA SER MINISTRO DAS CIDADES. TERIA ACEITADO O CONVITE SE FOSSE CONVIDADO PARA  O MINISTÉRIO DO DESFALQUE...

Agentes da Polícia Federal encontraram uma troca de mensagens em celular entre o megadoleiro Alberto Youssef, preso na Operação Lava Jato, e o deputado Luiz Argolo (Solidariedade-BA), em que eles comentam convite para que o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa HAVIA SIDO CONVIDADO PARA ASSUMIR O CARGO DE MINISTRO DAS CIDADES DO GOVERNO DILMA ROUSSEFF (PT). Paulo Roberto Costa substituiria o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP), do mesmo partido que o indicou para o cargo de onde ele comandaria o assalto aos cofres da maior estatal brasileira. Ribeiro deixou o cargo para se desincompatibilizar e disputar as eleições deste ano. Dilma e Paulo Roberto Costa E a pior parte do relato é que o ex-diretor corrupto da Petrobras ESNOBOU O CONVITE, recusando-o, segundo os termos do diálogo. Youssef chega a afirmar, em mensagem a Argôlo, sobre a recusa do parceiro no maior escândalo de corrupção do governo Dilma: “FOI A MELHOR COISA QUE ELE FEZ NA VIDA!” A Presidência da República negou “com veemência” que Paulo Roberto Costa tenha sido convidado para o cargo, mas eram conhecidas as relações muito próximas entre ele e a presidente Dilma. Além de fotografia em que ele autografa um blusão da Petrobras que ela vestia, durante visita a uma plataforma da Petrobras, PAULO ROBERTO COSTA FOI UM DOS POUCOS CONVIDADOS AO CASAMENTO DA FILHA DE DILMA, EM PORTO ALEGRE. Na ocasião, nem mesmo o chefe imediato dele, Sergio Gabrielli, que presidia a estatal, recebeu convite para a cerimônia. (As manchetes e as imagens não fazem parte do texto escrito pelo jornalista Cláudio Humberto).

PITACO DO BLOG CHUMBO GROSSO: - COM O PT A CORRUPÇÃO VIROU PATRIMÔNIO CULTURAL DA LADROAGEM...




segunda-feira, 13 de outubro de 2014

LULA ESTÁ DE SACO CHEIO. EU, TAMBÉM!!!



DILMA CONVIDOU PAULO ROBERTO PARA O CASAMENTO DE SUA FILHA. NÃO SABIA QUE ELE ERA LADRÃO? 


Ricardo Noblat


Cuidado! Nada de acreditar no que disseram à Polícia Federal e à Justiça Paulo Roberto Costa, ex-diretor de Abastecimento da Petrobras, e Alberto Youssef, doleiro, sobre o esquema de desvio de R$ 10 bilhões da empresa para beneficiar políticos em geral e alguns partidos em particular – PT, PMDB e PP. Os dois podem estar mentindo. Quando comprovada de fato, a verdade deverá ser muito pior. Duvida? Gaba-se a presidente Dilma Rousseff – e Lula também - da liberdade com que atua a Polícia Federal. Sempre que se descobre um novo escândalo envolvendo o PT e seus aliados mais fiéis, Dilma corre a exaltar as virtudes republicanas do seu governo e dá a entender que a Polícia Federal só procede assim porque ela deixa. COMO SE A POLÍCIA FEDERAL FOSSE UM ÓRGÃO DE GOVERNO E NÃO DE ESTADO. Aqui cabem pelo menos duas perguntas. Se é marca da Era PT o empenho dos governos em colaborar nas investigações de malfeitos por que há sete meses a Polícia Federal tenta ouvir Lula em um processo sobre restos do mensalão e simplesmente não consegue? Lula está para ser interrogado na condição de eventual testemunha – jamais de réu. Como ex-presidente, escolherá hora e local para depor. Não o faz. A segunda pergunta: se Dilma repele com veemência a insinuação de que possa não se interessar pelo combate à roubalheira por que então barra qualquer iniciativa das duas CPIs da Petrobras de apurar o que se passou na empresa nos últimos 12 anos? Só a Polícia Federal pode ser livre? “EU SOU A FAVOR DE, DOA A QUEM DOER, AS PESSOAS TÊM QUE RESPONDER PELO QUE FAZEM, SEJA DE QUE PARTIDO FOR”, prega Dilma. Não convence. Arrisco-me a ser impiedoso com a presidente por entender que o jornalismo não cobra piedade de quem o exerce, mas senso de justiça. Dilma posa de incorruptível, e deve ser. Nada se conhece que indique o contrário. Quanto a ser conivente com a corrupção... Ela o é, assim como a maioria dos governantes por toda parte. Paulo Roberto roubou desde que foi nomeado por Lula diretor da Petrobras. Lula ignorava o que Paulo Roberto fazia por lá a serviço do PP? O que fazia meia dúzia de diretores nomeados também por ele a pedido do PP, PT e PMDB? DOIS ANOS ANTES DE SE ELEGER PRESIDENTE, DILMA CONVIDOU PAULO ROBERTO PARA O CASAMENTO DE SUA FILHA. Não sabia que ele era ladrão? Demitiu-o “a pedido” em 2012. Paulo Roberto deixou a Petrobras cercado de elogios. Dilma desconhecia seu prontuário? ORA, FAÇA-ME O FAVOR! Na semana passada, Dilma cogitou demitir Sérgio Machado, um economista cearense que há mais de 10 anos preside a Transpetro, subsidiária da Petrobras. Paulo Roberto contou à Justiça que recebeu de Sérgio R$ 500 mil em espécie. O padrinho de Sérgio é Renan Calheiros (PMDB-AL), presidente do Senado, citado por Paulo Roberto como envolvido com a corrupção na Petrobras. Além de cogitar, o que mais fez Dilma? De volta de um comício em Maceió, onde ao lado do senador Fernando Collor segurou no microfone para que discursasse Renan Filho, governador de Alagoas, Dilma esbarrou na oposição de Renan, o pai, à demissão de Sérgio. E deixou de cogitá-la. Para demitir Sérgio seria preciso que Dilma conseguisse o afastamento de João Vaccari Neto do cargo de tesoureiro do PT, argumentou Renan. Vaccari é outro emporcalhado pela lama da Petrobras. LULA DISSE QUE ESTÁ DE “SACO CHEIO” COM DENÚNCIAS DE CORRUPÇÃO CONTRA O PT FEITAS ÀS VÉSPERAS DE ELEIÇÕES. EU TAMBÉM ESTOU. E VOCÊ?








O PT TÁ LASCADO!!! ALÉM DE PERDER A ELEIÇÃO O BANDO DE BANDIDOS BARBUDOS VAI PARAR NA CADEIA...














































CONTADOR DE VISITAS