quinta-feira, 18 de setembro de 2014

MARCELO RUBENS PAIVA, MARCOS NANINI, MARCOS PALMEIRA E GILBERTO GIL, DECLARARAM APOIO A MARINA SILVA...






EM ENCONTRO DE MARINA SILVA (PSB) COM REPRESENTANTES DA ÁREA ARTÍSTICA E CULTURAL, NA ESCOLA DE CINEMA DARCY RIBEIRO, NO CENTRO DO RIO, EX-MINISTRO DA CULTURA GILBERTO GIL CANTOU MÚSICA COMPOSTA EM APOIO A CANDIDATA E DISSE QUE A APOIA NÃO APENAS PELA QUESTÃO CULTURAL, MAS PELA "QUESTÃO HUMANA, UNIVERSAL E BRASILEIRA"; EX-SENADORA PROMETEU MAIOR ORÇAMENTO PARA O SETOR 



Pamela Mascarenhas

Marina voltou a defender maiores investimentos em Cultura, como aliada da Educação, em encontro com representantes da área artística e cultural na  na Escola de Cinema Darcy Ribeiro, no Centro do Rio. Ao lado de Gilberto Gil, ela lembrou das dificuldades das pastas de Meio Ambiente e Cultura enquanto os dois estavam no comando delas, durante o governo do ex-presidente Lula. "A GENTE SEMPRE LUTAVA QUANDO OUVIA FALAR EM CONTINGENCIAMENTO DO ORÇAMENTO. MEIO AMBIENTE, EDUCAÇÃO E CULTURA SÃO INVESTIMENTOS. MAS O PESSOAL VIA COMO ESTEIO E PASSAVA A TESOURA", destacou, prometendo depois um maior orçamento para o Ministério da Cultura, caso seja eleita. Em conversa com a imprensa, Gilberto Gil, que chegou a cantar uma música composta em apoio a Marina na ocasião, declarou que seu apoio a candidata não é apenas pela questão cultural, mas pela "QUESTÃO HUMANA, UNIVERSAL E BRASILEIRA". Questionado sobre o motivo da defesa e ainda sobre a posição religiosa da pessebista, respondeu que aprecia seu histórico, sua inteligência e capacidade de compreensão, e que "TEM UM RESPEITO MUITO GRANDE POR TODAS AS QUESTÕES RELIGIOSAS". Durante o encontro, mediado pelo ator Marcos Palmeira e cujo objetivo era que a candidata apresentasse suas propostas relacionadas à Cultura, representantes de diferentes segmentos falaram sobre suas demandas e avaliações para o setor. Entre eles estava o músico e apresentador Charles Gavin, que defendeu que o Ministério da Cultura deixe de servir como moeda de troca entre governo e base aliada, e que a área não seja dependente de editais ou patrocinadores. A necessidade de reconhecimento da grande diversidade dos povos do país também foi apontada pelos representantes. O evento atraiu personalidades como MARCO NANINI, ERIBERTO LEÃO, MARCELO RUBENS PAIVA, BETH GOFFMAN, JORGE MAUTNER, VÍCTOR FASANO E OTÁVIO MÜLLER. "Está todo mundo querendo ouvir a Marina, acho que a coisa mais importante hoje é as pessoas conseguirem ouvir, porque se fala muito dela de ouvir falar. É a candidata que mais se ouviu falar, mas pouco se ouviu da boca dela", disse Marcos Palmeira à imprensa. "Ela não é a salvadora da pátria, não tem salvador da pátria. Eu acho que a Marina fomenta a participação do cidadão, quer dizer, DESSE NOVO CIDADÃO, DA SOCIEDADE CIVIL QUE SE MOBILIZA E QUE PARTICIPA POLITICAMENTE SEM NECESSARIAMENTE ESTAR NA POLÍTICA", completou o ator. Para Marina, surge no mundo um novo sujeito político, que não é mais dirigido por entidades representativas, mas por si mesmo. "HÁ UM NOVO SUJEITO POLÍTICO SURGINDO NO MUNDO, ELE NÃO QUER SER EXPECTADOR, ELE QUER SER ATOR, PROTAGONISTA", acredita a candidata, salientando que cada brasileiro tem responsabilidade como agente, e que estamos em um "MOMENTO EM QUE TODOS SOMOS CHAMADOS PARA UMA COLABORAÇÃO ATIVA NA POLÍTICA". Ela também voltou a falar sobre a importância de uma política sustentável em diversos âmbitos, do econômico ao "ESTÉTICO", alertando ainda para uma suposta perda de sustentabilidade política. "Hoje, o que está em jogo é a sustentabilidade política, se não conseguirmos, vamos perder até o que já conquistamos. Estamos vivendo um grande atraso na política. AINDA BEM QUE A SOCIEDADE AVANÇOU MAIS DO QUE AS LIDERANÇAS, DO QUE OS PARTIDOS", disse, lembrando do legado das manifestações de junho. A candidata aproveitou ainda para ressaltar que, caso assuma a presidência, vai conseguir governar com OS MELHORES DE CADA PARTIDO, E QUE ESSES MELHORES EXISTEM, ELEGENDO TAMBÉM MINISTROS QUE ENTENDAM DO ASSUNTO DE ESPECIALIDADE DE CADA PASTA. Também disse que vai manter políticas como ProUni, Pronatec, Bolsa Família, e implantar a educação em tempo integral, seguindo modelo pernambucano que teria tido sucesso, e o passe livre aos estudantes, além de aumentar o orçamento do Ministério da Cultura. ''É preciso, neste momento, que a gente volte a se enriquecer com essa imprevisibilidade da arte, nós estamos ensurdecidos pelo barulho das nossas certezas", alegou Marina Silva.



O PAÍS ESTÁ CHOCADO COM AS AGRESSÕES DE DILMA




Fala de Marina Silva em Fortaleza, exibida na propaganda eleitoral da última terça-feira, mexeu com muita gente. Tocou mentes e corações, fez muitos telespectadores irem às lágrimas. Atacada de forma covarde por Dilma e sua claque, que propagam mentiras, como a de que acabaria com o Bolsa-Família, Marina fez um desabafo emocionante. “DILMA, VOCÊ FIQUE CIENTE: NÃO VOU LHE COMBATER COM AS SUAS ARMAS, MAS COM A VERDADE, COM AS NOSSAS PROPOSTAS. Nós vamos manter o bolsa-família. E sabe por que? Porque eu nasci lá no Seringal bagaço E SEI O QUE É PASSAR FOME. TUDO QUE MINHA MÃE TINHA PARA OITO FILHOS ERA UM OVO E UM POUCO DE FARINHA E SAL COM UMAS PALHINHAS DE CEBOLINHAS PICADAS”, CONTOU. PARA ACRESCENTAR: “LEMBRO DE TER OLHADO PARA O MEU PAI E MINHA E PERGUNTADO: VOCÊS NÃO VÃO COMER? MINHA MÃE RESPONDEU: NÓS NÃO ESTAMOS COM FOME. E UMA CRIANÇA ACREDITOU NAQUILO, MAS DEPOIS ENTENDI QUE HÁ MAIS DE UM DIA QUE NÃO COMIAM. Quem viveu esta experiência jamais acabará com o bolsa-família. NÃO É UM DISCURSO, É UMA VIDA”. A sinceridade esboçada por Marina contagiou homens e mulheres de bens, que andam chocados com as agressões que o PT e a própria Dilma vêm praticando para desconstruir a candidata socialista, por ser ela uma ameaça real de poder, a única que pode fazer uma revolução de métodos, provocando a chamada alternância de poder. Dilma e seu marqueteiro João Santana não param de inventar calúnias, inverdades. Todos os dias há um capítulo diferente e igualmente mentiroso. O MAIS RECENTE É O DE QUE MARINA VAI ACABAR COM O FGTS, O 13º SALÁRIO, FÉRIAS E HORAS EXTRAS. O PT não fala mais em propostas, a ordem é aniquilar o inimigo perigoso que bateu à porta. É muito fácil difundir mentiras com um tempo de televisão dez vezes maior do que o do adversário. “Uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade”, ensinou Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Hitler. É isso que o PT está perseguindo para exterminar Marina. Mas não custa nada lembrar que Hitler exterminou a vida de mais de seis milhões de judeus (A imagem e a manchete não fazem parte do texto original. – O artigo de autoria do Jornalista Magno Martins tem o seguinte título: Não é discurso. É vida!

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

MARINA APANHA, MAS DILMA É QUEM CAI...




Ricardo Noblat

Espantosa a capacidade de resistência de Marina Silva à pancadaria, a se levar em conta os resultados da mais recente pesquisa IBOPE divulgada pelo Jornal Nacional. Pela lógica, ela deveria estar caindo. E Dilma avançando. Mas eleição não é razão – é emoção. Ganha quem erra menos. E MARINA TEM ERRADO POUCO. É esmagadora a vantagem que Dilma tem em relação aos seus adversários no tempo de propaganda eleitoral gratuita no rádio e na televisão. São 12 minutos contra seis de Aécio e dois de Marina. Por ora, a vantagem de pouco tem adiantado. Dilma não emociona ninguém. É razão pura. E seus programas de propaganda refletem o que ela é. NÃO PODERIA SER DIFERENTE. O marketing político de Dilma apostou na desconstrução da imagem de Marina. Há mais de 20 dias que Marina apanha dia e noite. Contra ela foram assacadas até aqui as mentiras mais corrosivas. Do tipo: “VAI ACABAR COM O BOLSA FAMÍLIA E O MAIS MÉDICOS. MARINA ESTÁ A SERVIÇO DOS BANQUEIROS”. Algum efeito a desconstrução produziu. Não o suficiente para desidratar Marina Jamais neste país um candidato a presidente contou com a gigantesca coligação de partidos montada para reeleger Dilma. No Rio, por exemplo, todos os candidatos ao governo fazem parte da coligação de Dilma. Em São Paulo, nenhum candidato ao governo apoia Marina. Em Minas Gerais, o que apoia tem menos de 5% das intenções de voto. Tudo isso não basta. DILMA NÃO É QUERIDA. NEM ADMIRADA. É TEMIDA POR SEUS MAUS MODOS. Por isso mesmo, entre seus aliados, é forte, embora discreta, a torcida para que ela perca. Pela primeira vez, na série de pesquisas do IBOPE, Dilma caiu na simulação de primeiro e de segundo turno. O GOVERNO DE DILMA ESTÁ DESTINADO A PASSAR À HISTÓRIA COMO UM GOVERNO MEDÍOCRE. O que ainda não se sabe é se ele marcará o desfecho do período de 12 anos do PT no poder.

PITACO DO BLOG CHUMBO GROSSO: - QUEM DIZ QUE O GOVERNO É ÓTIMO OU BOM, VAI VOTAR NA DILMA, COM CERTEZA...








terça-feira, 16 de setembro de 2014

TERRORISMO VINDO DE UMA TERRORISTA NÃO SURPREENDE NINGUÉM...






Eliane Catanhede

Marketing é coisa de gênio e nós, meros mortais, não somos gênios. Mas também não precisam tratar os 145 milhões de eleitores do país como idiotas. Querer vender Marina como “ELITE BRANCA”, quem sabe como “ELITE BRANCA DE OLHOS AZUIS”, quem sabe até como “ELITE BRANCA DE OLHOS AZUIS DO CAPITALISMO PAULISTA”, vai colar? Depois do sociólogo, do migrante nordestino e da primeira mulher, faz sentido uma mulher negra, saída dos cafundós do Acre e alfabetizada a duras penas aos 16 anos. Um “LULA DE SAIAS”. Daí o pânico da campanha de Dilma. O poder da imagem de Marina, a força da sua simbiose com a maioria do povo brasileiro. E lá vem Dilma e sua propaganda DEFORMANDO A COR, A CARA, A IMAGEM, A HISTÓRIA E AS INTENÇÕES DE MARINA, ADULTERADA COMO REPRESENTANTE DE BANQUEIROS E UM PERIGO PARA O PRATO DE COMIDA DOS POBRES. E lá vem João Pedro Stedile, do MST, ameaçando invadir tudo, todo dia, se ela vencer. É a implosão da Marina real e a construção da Marina “de direita”. Será que os eleitores brasileiros somos tão imbecis, caímos como patinhos em qualquer lorota? Ou será que só cai quem é manipulável e quem está pendurado nas boquinhas e verbonas, na promiscuidade entre o público e o privado? Para cair no engodo, na “genialidade” da propaganda, só por ignorância ou por má-fé, pura e simples. Se Lula saiu de um casebre do interior de Pernambuco, Marina emergiu de um seringal do Acre. Se Lula fez curso de torneiro mecânico, Marina teve de lavar chão para formar-se em história. Se Lula se tornou o grande líder sindical no Sul Maravilha, Marina impõe-se na órbita do ambientalista Chico Mendes. A DIFERENÇA É QUE LULA SE RENDEU AOS LUCROS ESTRATOSFÉRICOS DO SETOR FINANCEIRO, AOS JATINHOS DAS EMPREITEIRAS, ÀS VANTAGENS CAMARADAS PARA FILHOS E NORAS E AOS CONVESCOTES DAS OLIGARQUIAS POLÍTICAS MAIS ATRASADAS. Logo, o candidato dos sonhos dos banqueiros não é Marina. É Lula. (A manchete e a imagem não fazem parte do texto original).

O QUE É QUE FALTA PARA O GOVERNO DA DILMA DO PT TERMINAR?!?!?! FALTA COMEÇAR...



Carlos Alberto Fernandes

Conforme a maioria já sabe, o Power Point é um programa de computador utilizado para criação/edição e exibições de apresentações gráficas, cujo objetivo é informar sobre determinado tema, podendo usar imagens, sons, textos e vídeos que podem ser animados de diferentes maneiras. É o instrumento mais usado nas apresentações e palestras, para dar transparência as ações de governo. Segundo este instrumento, o Pré sal vai nos salvar a todos. O trem bala corre nos trilhos. A TRANSPOSIÇÃO DO SÃO FRANCISCO VAI DE VENTO EM POPA. AS ESTAÇÕES DO BRT ESTÃO FUNCIONANDO A MIL. A VIA MANGUE HÁ MUITO QUE FOI CONCLUÍDA. Todas as contas batem. Todavia, ainda com pouca transparência, a maior empresa brasileira exibe suas entranhas, em mais um processo de corrupção de magnitude MAIOR QUE O PRÓPRIO MENSALÃO. Através da alternativa da delação premiada, descobre-se que a Petrobrás foi transformada num grande balcão de negócios, com beneficiários diversos, amigos, partidos, políticos e a própria família. Tudo isso, num misto de nepotismo, patrimonialismo, familismo e clientelismo, entre outros ismos que nenhum “POWER POINT” consegue mostrar. Por outro lado, uma grande quantidade de casos semelhantes foram identificados pelos Órgãos de Controle em outras organizações públicas de dimensão e tamanho diversos, nas diversas esferas de governo. Isso demonstra que esse tipo de prática cada vez mais se finca como realidade no cenário institucional e como traço cultural no imaginário da sociedade brasileira. Segundo Gaudêncio Torquato, “A NOVA ERA DESCORTINA UMA DESOLADORA PAISAGEM DE COMPETIÇÕES IDEOLÓGICAS MENOS CONTRASTADAS E AGORA ANCORADAS, DE UM LADO, EM VASTAS ORGANIZAÇÕES DE INTERESSES PRIVADOS E, DE OUTRO, EM BUROCRATAS DA ADMINISTRAÇÃO GOVERNAMENTAL. NESSA MODELAGEM, TAMBÉM CHAMADA DE TECNOBUROCRACIA, OS ESPECIALISTAS-TÉCNICOS ACABAM FORMANDO PARCERIAS COM EMPRESAS E POLÍTICOS. A POLÍTICA, INCLUSIVE A INSTITUCIONAL, POR CONSEGUINTE, DEIXA DE SER MISSÃO PARA SE TRANSFORMAR EM NEGÓCIO.” Em algumas plagas tropicais, tal modelagem adquire proporções exageradamente enviesadas por causa de uma cultura política irrigada pelas fontes do passado. O marquês do Paraná, Honório Hermeto Carneiro Leão, afirmava haver, no Brasil, “PESSOAS CAPAZES DE TODAS AS CORAGENS, MENOS A CORAGEM DE RESISTIR AOS AMIGOS”. Clássicos da nossa sociologia, como Sérgio Buarque de Holanda, são unânimes ao apontar os “INTERESSES INDIVIDUAIS E OS FAMILIARES INTERVINDO NO TRATO DA COISA PÚBLICA DE TAL MODO QUE O ESTADO PERDE SUA FUNÇÃO PRECÍPUA DE MANTENEDOR DA JUSTIÇA E DA ORDEM, PASSANDO A FUNCIONAR EXCLUSIVAMENTE EM BENEFÍCIO DOS GRUPOS QUE O CONTROLAM”. A imagem que emerge é a da Grande Família. Vamos esperar que, vitoriosa, a nova política seja de fato implementada no estado brasileiro e coíba as ações que TRANSFORMAM AS INSTITUIÇÕES PÚBLICAS EM BALCÃO DE NEGÓCIOS PRIVADOS, CUJOS INTERESSES SÃO ESCUSOS E DIFUSOS. Isso, porque as redes de negócios se mantém e se ampliam. Em linguagem moderna, os grupos de interesses fazem links com o poder virtual e mantém funcionando suas networks de preservação dos espaços políticos e institucionais conquistados no passado. Para tanto, OS TECNOBUROCRATAS SUGESTIONADOS POR LOBISTAS SEMPRE FORMULAM HIPÓTESES E DEFENDEM VELHOS PARADIGMAS RECAUCHUTADOS DE CONCEITOS TRADICIONAIS CHAMADOS ESTRATEGICAMENTE DE MODELOS NOVOS UMA VEZ QUE SÃO APRESENTADOS EM FIGURAS GEOMÉTRICAS COLORIDAS, COM ANIMAÇÃO DIGITAL, PASSÍVEIS DE OFUSCAR OLHOS E IMPRESSIONAR MENTES. Tudo em nome do negócio e do dinheiro envolvido cujos nacos também beneficiam políticos e partidos. É A CORRIDA DO PODER PELO PODER. Não é à toa que diante de fragilidades dialéticas, o maior instrumento de argumentação do Governo é o insubstituível “POWER POINT”. Mas mesmo sendo eficaz e de grande serventia, essas e outras coisas ele não consegue mostrar.(A manchete e a imagem não fazem parte do texto original. – Título do artigo original: Viva o “ Power Point”




COMO ESTÁ A CORRIDA PELO SENADO EM TODO O BRASIL?!?!?!!





VEJA COMO ESTÁ A CORRIDA PELO SENADO EM TODOS OS ESTADOS E A PROJEÇÃO DAS BANCADAS POR PARTIDO. NESTAS ELEIÇÕES, A CASA RENOVA UM TERÇO DOS SEUS MEMBROS. NOMES FORTES COMO RONALDO CAIADO, JOSÉ SERRA, PAULO BORNHAUSEN E TASSO JEREISSATTI INDICAM UMA BOA RENOVAÇÃO EM TERMOS DE QUALIDADE.


@@@ - Coturno Noturno

O PT É A INDÚSTRIA DA MENTIRA, DO PRECONCEITO E DO MEDO. O TIRO PODE SAIR PELA CULATRA.





















































domingo, 14 de setembro de 2014

DILMA E AÉCIO ESCONDERAM O PROGRAMA DE GOVERNO DELES... MARINA, NÃO!!!










































UMA NOTA QUE SE FAZ NECESSÁRIA

MARINA NÃO TEM QUALQUER RELAÇÃO COM SILAS MALAFAIA, QUE HÁ ANOS FAZ CRÍTICAS A ELA NAS REDES SOCIAIS. MARINA INCLUSIVE SEMPRE SEPAROU POLÍTICA DE RELIGIÃO, NUNCA FEZ DA RELIGIÃO SUA PLATAFORMA POLÍTICA. SUA ATUAÇÃO POLÍTICA SEMPRE FOI PAUTADA PELO DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL E JUSTIÇA SOCIAL. DEFENDE O ESTADO LAICO – QUE GARANTE LIBERDADE AOS QUE TÊM E AOS QUE NÃO TÊM RELIGIÃO – E ACREDITA QUE O ESPAÇO POLÍTICO NÃO DEVE SER UTILIZADO PARA PROPALAR A RELIGIÃO NEM O ESPAÇO RELIGIOSO DEVE SER UTILIZADO COMO ESPAÇO POLÍTICO.


sábado, 13 de setembro de 2014

EMOCIONADA, MARINA SILVA CHORA AO FALAR DOS ATAQUES COVARDES QUE VEM SOFRENDO DO LULA...





Josias de Souza


Aconteceu na noite da última quinta-feira (11). Sentada ao lado de Marina Silva no banco de trás do carro que a levava para o hotel, após 13 horas de intensa campanha no Rio de Janeiro, a repórter Marina Dias testemunhou o estrago promovido pelas críticas de Lula na alma da presidenciável do PSB. Instada a comentar os ataques do antigo companheiro de partido, a ex-petista fez um desabafo, seguido de choro. “EU NÃO POSSO CONTROLAR O QUE LULA PODE FAZER CONTRA MIM”, disse Marina. “MAS POSSO CONTROLAR QUE NÃO QUERO FAZER NADA CONTRA ELE''. Olhos umedecidos, Marina disse ter dificuldade para acreditar no comportamento de Lula. E buscou consolo nos ensinamentos pretéritos do neo-detrator. “QUERO FAZER COISAS EM FAVOR DO QUE LÁ ATRÁS APRENDI, INCLUSIVE COM ELE, QUE A GENTE NÃO DEVERIA SE RENDER À MENTIRA, AO PRECONCEITO, E QUE A ESPERANÇA IRIA VENCER O MEDO. CONTINUO ACREDITANDO NESSAS MESMAS COISAS'', afirmou Marina. Ela soou como se lamentasse o fato de Lula tratá-la agora do mesmo modo como foi tratado por Fernando Collor na sucessão de 1989. “SOFRI MUITO COM AS MENTIRAS QUE O COLLOR DIZIA NAQUELA ÉPOCA CONTRA O LULA. O POVO FALAVA: “se o Lula ganhar, vai pegar minhas galinhas e repartir. Se o Lula ganhar, vai trazer os sem-teto para morar em um dos dois quartos da minha casa”. AQUILO ME DAVA UM SOFRIMENTO TÃO PROFUNDO! E A GENTE FAZIA DE TUDO PARA EXPLICAR QUE NÃO ERA ASSIM. Me vejo fazendo a mesma coisa agora.'' Já defronte do hotel, no bairro de Copacabana, Marina permaneceu em silêncio por alguns segundos. Recomposta, desceu do carro. E, virando-se para a repórter, contemporizou: “MAS NÃO TENHO RAIVA DE NINGUÉM NÃO, NEM DA DILMA. VOU CONTINUAR LUTANDO.'' Desde que as pesquisas fizeram dela uma ameaça real à reeleição de Dilma, Marina vem sofrendo um intenso bombardeio da infantaria petista. No comando dos canhões, o marqueteiro João Santana tenta abater a oponente sem transformá-la em vítima. Obteve dois resultados: estancou o crescimento de Marina e amealhou leves oscilações de Dilma para o alto, dentro da margem de erro das pesquisas. O choro de Marina revela os riscos da estratégia. PARA SORTE DE DILMA E DA FALANGE PETISTA, A EX-SERINGUEIRA EMOCIONOU-SE NO AMBIENTE RESERVADO DO AUTOMÓVEL. IMAGINE-SE O EFEITO ELEITORAL DE MEIA DÚZIA DE LÁGRIMAS DESSA VERSÃO FEMININA DE LULA VERTIDAS SOB REFLETORES E REPRODUZIDAS EM REDE NACIONAL PELAS CADEIAS DE TELEVISÃO.


PITACO DO BLOG CHUMBO GROSSO: - SOU BLOGUEIRO,  E COMO TAL, NÃO DESISTO NUNCA DE DESTRUIR E COMEMORAR O FIM DO PT, LEVANDO A TIRACOLO O IGNORANTE HONORIS CAUSA DE CAETÉS...  E POR QUE AJO DE TAL MANEIRA?!?!?! PORQUE É ELEMENTAR MEU CARO WATSON E/OU  SHERLOCK HOLMES!!!  O LULA CARREGA EM SUAS COSTAS,  UM CONTAINER, UMA CARRETA, UM VAGÃO, UM NAVIO CARGUEIRO DE ESCÂNDALOS DE CORRUPÇÃO, DE ROUBALHEIRAS, DE INCOMPETÊNCIA, DE DESPERDÍCIOS, DE AGRESSÕES GRATUITAS E MESQUINHAS A SEUS ADVERSÁRIOS AO ESTADO DEMOCRÁTICO DE DIREITO E A IMPRENSA DE UM MODO GERAL. PARA QUEM ACOMPANHA A HISTÓRIA, OUTRORA, LULA FOI UM SINDICALISTA VAGABUNDO TRAVESTIDO DE TRABALHADOR. DEPOIS, O PT TRANFORMOU-SE NUMA DIREITONA TROGLODITA DOS GROTÕES E O LULA NUM TRAPACEIRO VAGABA DE AR CONDICIONADO. POLITICAMENTE, É UM CAFAJESTE PALANQUEIRO, DEMAGOGO, POPULISTA, FARSANTE CONTUMAZ E FANFARRÃO BRAVATEIRO. O QUE É DE ADMIRAR E NOS DEIXAR INDIGNADO É ESSE ENERGÚMENO ABJETO COM TODO  ESSE CABEDAL  DE MALIDICÊNCIA, NÃO HÁ NEM APARECE NINGUÉM QUEM ESFREGUE NA CARA, GRITE, CHACOALHE, ACORDE ESSE POVO ADORMECIDO E ANESTESIADO DESSA IMENSA NAÇÃO DOS ATOS DE ATROCIDADES POLÍTICAS E MORAIS COMETIDOS PELO LULA  E A CAMBADA DE PETRALHAS QUE VÊM SAQUEANDO ESTE PAÍS. COMO DIZ O JORNALISTA REINALDO AZEVEDO: “OS PETRALHAS JUNTAMENTE COM O LULA NUNCA TIVERAM LIMITES E SEMPRE SE COMPORTARAM COMO UMA MÁQUINA DE SUJAR E DE LAVAR REPUTAÇÕES. PODEM LAVAR A BIOGRAFIA DO PIOR SALAFRÁRIO SE ESTE VIRAR SEU ALIADO — E ISSO JÁ ACONTECEU. E PODEM MANCHAR A HISTÓRIA DE UMA PESSOA HONRADA SE CONSIDERAREM QUE VIROU UMA INIMIGA”. HÃO PROVAS MAIOR DO QUE HELOÍSA HELENA, LUCIANA GENRO E MARINA SILVA. É POR ISSO QUE EU DIGO... É POR ISSO QUE EU VENHO RESMUNGANDO... O BRASIL PETISTA É UM PARAISO DE PATIFES, GOVERNADO POR UM COVIL DE BANDIDOS E QUE É CONTROLADO POR UM SINDICATO DE LADRÕES...





O PETROLÃO (O MENSALÃO 2 DO PT) JÁ É CONSIDERADO O MAIOR ESQUEMA DE LADROAGEM PARIDO PELO PT, QUE TENTA, DESESPERADAMENTE, REJEITAR À CRIA...








ELEITORES BRASILEIROS, VIAGEM NO RASTRO DA DINHEIRAMA DA PROPINOBRÁS E ENTENDAM COMO O ESQUEMA NA PETROBRAS ABASTECEU O CAIXA DE ALIADOS DO GOVERNO DILMA E  CONHEÇAM TAMBÉM OS NOVOS NOMES DENUNCIADOS PELO EX-DIRETOR DE ABASTECIMENTO PAULO ROBERTO COSTA NA DELAÇÃO PREMIADA:



Mário Simas Filho, Sérgio Pardellas e Josie Jerônimo


Há duas semanas, uma equipe composta por integrantes da Polícia Federal e do Ministério Público trabalha arduamente para detalhar como funcionaria o propinoduto instalado na Petrobras para abastecer políticos aliados do governo Dilma Rousseff. Até agora, eram conhecidos trechos da delação do ex-diretor de Abastecimento e Refino da Petrobras Paulo Roberto Costa, considerado o maior arquivo vivo da República. Em depoimento à Polícia Federal, o ex-executivo da estatal entregou nomes de políticos e empresas que superfaturaram em 3% o valor dos contratos da Petrobras exatamente no período em que ele comandava o setor de distribuição, entre 2004 e 2012.
Pic_Petrobras.jpg
HOMEM BOMBA

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa
depôs novamente à PF, na última semana, e apresentou
novos nomes envolvidos no escândalo
Já se sabia que dessa lista faziam parte figuras graúdas da República, como os presidentes do Senado, Renan Calheiros, e da Câmara, Henrique Eduardo Alves, o ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, o ex-governador do Rio Sérgio Cabral, a governadora do Maranhão, Roseana Sarney, João Vaccari Neto, secretário nacional de finanças do PT, Ciro Nogueira, senador e presidente nacional do PP, Romero Jucá, senador do PMDB, Cândido Vaccarezza, deputado federal do PT, João Pizzolatti, deputado federal do PP, e Mário Negromonte, ex-ministro das Cidades, do PP, e até o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, morto em acidente aéreo no mês passado. No entanto, a relação de nomes entregue pelo ex-executivo da Petrobras é ainda mais robusta. ISTOÉ apurou com procuradores e fontes ligadas à investigação que, além desses políticos já citados, também foram delatados por Paulo Roberto Costa o deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), o governador do Ceará, Cid Gomes, e os senadores Delcídio Amaral (PT-MS) e Francisco Dornelles (PP-RJ).
01.jpg
O DOLEIRO AMEAÇA FALAR
Envolvido na Operação Lava Jato, o doleiro Alberto Youssef, que também
está preso, tem sido pressionado a contar tudo, em troca de benefícios
Na semana passada, as investigações avançaram sobre o rastreamento do dinheiro desviado. Os levantamentos preliminares já confirmaram que boa parte da lista de parlamentares e chefes de governos estaduais contemplada, segundo o delator, pelo propinoduto da Petrobras, tem conexão direta com as empresas envolvidas no esquema da estatal. Levantamento feito na prestação de contas registradas no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) revela que cinco empreiteiras acusadas de participar do esquema este ano doaram quase R$ 90 milhões a políticos relacionados ao escândalo. Procuradas por ISTOÉ, as empresas envolvidas respondem em uníssono que as doações “seguem rigorosamente a legislação eleitoral”. A PF, no entanto, apura a origem dos recursos doados e se, além dos repasses oficiais, houve remessas ilegais. Suspeita-se que as doações eleitorais sejam usadas para lavar e internalizar o dinheiro depositado no exterior. Instada a colaborar, a Justiça da Suíça, país por onde circularam receitas provenientes de superfaturamento dos contratos da Petrobras, já deu o sinal verde para a cooperação.
02.jpg
FACHADA
O governador do Ceará, Cid Gomes, delatado por Paulo Roberto
Costa, nega que tenha envolvimento no caso
A análise do mapa de distribuição do dinheiro para as campanhas de políticos ligados ao escândalo mostra que os repasses financeiros nem sempre guardam relação com o perfil econômico dos Estados. Essa constatação intriga a PF. É o caso de Alagoas, Estado do presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), um dos personagens citados no testemunho do delator. Em uma unidade da federação em que as principais atividades são a indústria açucareira e o turismo, as empreiteiras contratadas pela Petrobras não têm nenhum interesse de investimento ou projetos no estado. Mesmo asism, abarrotaram o caixa de campanha de Renan Filho (PMDB), herdeiro político do senador. Cinco empresas relacionadas ao esquema entraram com R$ 8,1 milhões na campanha, o equivalente a 46,8% dos R$ 17,3 milhões arrecadados pelo diretório estadual do partido, presidido pelo parlamentar.
No fim de agosto deste ano, um cheque de R$ 3,3 milhões da Camargo Corrêa irrigou o caixa controlado por Renan. Para que os recursos não saíssem diretamente para a campanha do filho do presidente do Senado, o dinheiro foi pulverizado em campanhas de deputados estaduais de diferentes partidos que compõem a coligação formada em torno de Renan Filho. Partidos como PDT, PT, PCdoB e PROS dividiram os recursos. O senador reagiu indignado ao vazamento do acordo de delação e negou proximidade com a diretoria da Petrobras. “As relações nunca ultrapassaram os limites institucionais”, afirma o parlamentar alagoano. A Camargo Corrêa foi levada à investigação da PF pelo doleiro Alberto Youssef, responsável pela lavagem do dinheiro ilegal da Petrobras. Em uma mensagem interceptada, ele reclamou que adiantou dinheiro à empreiteira e que não sabia como cobrar a dívida, de R$ 12 milhões, por ser amigo de diretores da empresa.
03.jpg
As denúncias do ex-diretor da Petrobras, feitas no depoimento concedido ao juiz Sérgio Moro, especialista em lavagem de dinheiro, atingiram as duas principais autoridades do Poder Legislativo. Além de Renan, Costa também mencionou o presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), como beneficiário do esquema criminoso. Alves viveu por semanas a pressão de submeter o deputado André Vargas (PT-PR), amigo do doleiro Youssef, às instâncias do conselho de ética da Casa. Agora, ele próprio se vê envolvido na incômoda lista de políticos apontados pelo delator. Alves nega ter recebido recursos de Paulo Roberto Costa, mas, a exemplo de Renan, tem a campanha abastecida por empresas situadas no epicentro do escândalo. Henrique Eduardo Alves lidera a corrida ao governo do Rio Grande do Norte. Até agora, recebeu R$ 6,7 milhões de três empreiteiras apontadas no esquema de desvio de verbas da estatal. A relação do presidente da Câmara com a Petrobras é antiga. Sua influência nos quadros da estatal alcança desde grandes postos no Rio de Janeiro até a gestão da Refinaria Clara Camarão, no seu Estado. Só para alojar um apadrinhado na refinaria, o presidente da Câmara ordenou em 2012 a constituição de uma nova gerência de serviços especiais. Trata-se de Luiz Antônio Pereira. Um ano antes, a refinaria Clara Camarão havia passado por um pente fino do TCU e o tribunal encaminhou a auditoria para o Ministério Público, com o objetivo de esmiuçar indícios de superfaturamento e contratos sem licitações que marcaram a gestão da obra.
04.jpg
BENEFICIÁRIO
Mencionado pelo ex-diretor da Petrobras na delação premiada, o senador
Delcídio Amaral obteve recursos para sua campanha de empresas
citadas como integrantes do esquema
Incluído também na lista do ex-diretor da Petrobras, o senador Romero Jucá (PMDB-RR) viu brotar na conta bancária do diretório partidário que preside em Roraima recursos provenientes das empreiteiras citadas no esquema. A OAS, Andrade Gutierrez e UTC doaram, juntas, R$ 1,6 milhão ao projeto político do PMDB no Estado. O valor que as empreiteiras repassaram à sigla de Jucá é maior do que os recursos transferidos das empreiteiras para o PSB, partido do cabeça de chapa da coligação do PMDB: o comitê do candidato ao governo Chico Rodrigues, que tem o filho de Jucá, Rodrigo Jucá, como candidato a vice, arrecadou R$ 615 mil.
Em seu depoimento à PF, Paulo Roberto Costa revelou que as empreiteiras contratadas pela Petrobras eram obrigadas a fazer doações para um caixa paralelo de partidos e políticos integrantes da base de sustentação de Dilma. Seguindo o rastro do dinheiro, a investigação mostra que, até agora, as empresas contratadas pela Petrobras engordaram o caixa do PMDB em R$ 15,5 milhões. Enquanto os peemedebistas adotam um método pulverizado de doação de campanha, o PT é o que concentra a maior fatia do dinheiro das empresas citadas no escândalo. Andrade Gutierrez, OAS, Queiroz Galvão, Engevix e UTC destinaram R$ 28,5 milhões à direção nacional do PT. À candidata Dilma Rousseff, R$ 20 milhões foram repassados pela OAS e outros R$ 5 milhões pela UTC.
05.jpg
CITADO
O senador Francisco Dornelles, alvo do delator Paulo Roberto Costa,
obteve R$ 400 mil da Andrade Gutierrez e R$ 800 mil da Queiroz Galvão
A rede de corrupção guarda íntima relação com problemas de gestão identificados pelos órgãos de fiscalização na execução de outras obras de refinarias. No Maranhão, a pressa política do PT em apresentar a pedra fundamental da Refinaria Premium custou R$ 84,9 milhões à Petrobras. O lançamento foi feito sem o projeto básico e o consórcio de empreiteiras contratado atrasou o início das obras, pois os terrenos ainda estavam sub judice. Ainda no Estado maranhense, o filho do ministro de Minas e Energia, integrante da lista de Paulo Roberto Costa, e candidato do PMDB ao governo do Maranhão, Lobão Filho, recebeu para sua campanha R$ 500 mil da empresa Andrade Gutierrez. A PF apura ligações do candidato com a empresa fornecedora de material para a construção da refinaria, no município de Bacabeira. O ex-ministro de Minas e Energia Silas Rondeau atua há muito tempo nessa área para a família do ex-presidente José Sarney (PMDB), pai da governadora do Maranhão, Roseana Sarney. Quando saiu do ministério, Rondeau foi trabalhar na Engevix, uma das cinco empreiteiras abraçadas pelo escândalo.
Recém-incluído na rumorosa relação do delator, o senador petista Delcídio Amaral também obteve recursos para sua campanha de empresas mencionadas como integrantes do esquema. A campanha de Delcídio ao governo de Mato Grosso do Sul recebeu R$ 622 mil da OAS, R$ 2,8 milhões da Andrade Gutierrez e R$ 2,3 milhões da UTC. Entre 2000 e 2001, Delcídio ocupou a diretoria de Gás e Energia da Petrobras. Com a eleição de Luiz Inácio Lula da Silva para presidente, em 2002, ele se transferiu do PFL para o PT e apadrinhou a indicação de Nestor Cerveró, primeiro para a área de Gás e Energia, ocupada por Ildo Sauer, e, finalmente, para a área Internacional. Um dos depoentes da CPI da Petrobras no Congresso na última semana, Cerveró encontra-se no rol de investigados no escândalo da estatal. 
06.jpg
ELE, DE NOVO
O deputado Eduardo Cuna
h é outro integrante do PMDB
incluído na lista do ex-diretor da Petrobras
Outros três políticos que aparecem no escândalo receberam, direta ou indiretamente, dinheiro das empreiteiras acusadas de irregularidades nos contratos com a Petrobras. O deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP) foi agraciado com R$ 150 mil provenientes da UTC. Já o senador Francisco Dornelles (PP) obteve R$ 400 mil da Andrade Gutierrez e R$ 800 mil da Queiroz Galvão. À ISTOÉ, Dornelles admitiu que conhece Paulo Roberto Costa, mas, segundo o senador, não houve qualquer participação dele nessas doações. “Todas as doações recebidas pelo diretório do PP no Rio tiveram como origem empresas juridicamente aptas a fazê-las”, afirmou. O ex-ministro das Cidades Mário Negromonte foi contemplado com R$ 200 mil da OAS e R$ 100 mil da UTC. Na delação que fez à PF, Paulo Roberto Costa menciona ainda o governador Cid Gomes, do Ceará, com quem negociou a instalação de uma minirrefinaria no Estado. O projeto seria apenas uma fachada para um esquema de lavagem de dinheiro por meio de empresas que nunca sairiam do papel, conforme ISTOÉ denunciou em abril. “Não sei quem é Paulo Roberto. Nunca estive com esse cidadão e sou vítima de uma armação de adversários políticos”, disse o governador Cid Gomes à ISTOÉ na tarde da sexta-feira 12.
Quando a Polícia Federal iniciou as apurações, os investigadores tentaram abraçar um universo de temas. Sob a guarda do juiz federal Sérgio Moro, a PF buscava provas de crimes de evasão de divisas, contrabando de pedras preciosas e tráfico internacional de drogas, mas tinha dificuldade para amarrar uma linha de trabalho e caracterizar a ação de uma quadrilha. O acordo de delação do ex-diretor da Petrobras contribuiu, e muito, para apontar um rumo. Mas, para se livrar dos 50 anos de prisão que teria de pagar pelos seus crimes, Paulo Roberto Costa terá de trazer provas. Todos os políticos rechaçam as acusações do delator com o argumento de que não foram apresentadas provas. De fato, para que o depoimento do delator tenha relevância na elucidação da rede de corrupção, Costa terá de materializar suas afirmações. Pelo que se pode depreender até agora, as movimentações feitas com os recursos desviados da Petrobras abrangem o caixa formal dos candidatos, como mostra esta reportagem, e também dinheiro de caixa 2. No curso de seu trabalho para desvendar as tenebrosas transações, Sérgio Moro deu uma ordem: não quer depender de grampos ou suposições e vai fugir da “teoria do domínio do fato”, método que permeou o julgamento do mensalão, o maior escândalo de corrupção dos governos do PT.
07.jpg

PT: ASSASSINO CONFESSO DE REPUTAÇÕES...




PT CONTRATA JAGUNÇOS PARA PAGAR GRANA SUJA A CHANTAGISTAS TENTANDO ESCAPAR DO ESCÂNDALO DO PETROLÃO...






Embora a capa de Veja desta semana se ocupe em enfocar as sacanagens do PT disparadas contra a MARINA SILVA, na verdade a reportagem-bomba, que realmente interessa, aparece no cantinho acima na capa da revista, conforme se pode conferir na montagem que ilustra este post. A chamada é quente. As baixarias do PT, aliás nunca foram novidade. ESSE PARTIDO OPERADOR DO FORO DE SÃO PAULO NO BRASIL NASCEU NO ESGOTO E DELE NÃO SAIRÁ NUNCA, COMO TODOS OS PARTIDOS COMUNISTAS. E tem um detalhe que ninguém, nenhum jornalista, nem mesmo a revista Veja, assinalou: o PT é um partido que nasceu combatendo inclusive o velho partidão, o PCB, pois ali já se verificava que o movimento comunista internacional já havia definido uma nova estratégia. O PT é, portanto, um partido mais comunista que os velhos partidos comunistas. E bota comunista nisso! Tanto é que é um dos criadores do Foro de São Paulo, A ORGANIZAÇÃO COMUNISTA FUNDADA POR LULA E FIDEL CASTRO DESTINADA A CUBANIZAR A AMÉRICA LATINA DE PONTA A PONTA. A reportagem-bomba de Veja, no entanto, pinça um detalhe importante ao revelar que o PT está pagando a chantagistas para fugir do escândalo da Petrobras que, nessas alturas, envolve uma roubalheira tão grande, mas tão grande, que ninguém é capaz de fazer ideia. Aliás, a única frase verdadeira dita pela Dilma alguns meses antes da campanha iniciar de verdade, é que "NA ELEIÇÃO A GENTE FAZ O DIABO". Se o PT, que é o partido do governo paga de fato a chantagistas como afirma Veja, para evitar que a verdade da roubalheira venha à tona, tem-se aí mais um crime de Estado cuja consequência, num pais sério, seria o impeachment da Dilma. E, posteriormente, a proscrição do PT e seus satélites comunistas. Um país sério, significa um país de maioria de cidadãos sérios. E o Brasil não é e nunca foi um país sério. Afinal um país se constitui como Nação não pelo seu território, mas por aqueles que nele habitam. Para começo de conversa, todos sabem que desde o momento em que o FHC passou a faixa presidencial ao Lula, INICIOU-SE A PILHAGEM DOS COFRES ESTATAIS. O que se sabe de concreto ao longo desses 12 anos de PT no poder é coisa miúda. O grosso da roubalheira tem o carimbo de "SECRETO". Um dos drenos dos cofres públicos que apascenta a voragem desses psicopatas ditos bolivarianos, é por exemplo, o BNDES. Ninguém sabe quanto saiu dos cofres dessa instituição para  manter a ditadura cubana no poder. O PT alega "SIGILO BANCÁRIO", uma piada cínica, já que os recursos do BNDES constituem dinheiro do Tesouro Nacional e cuja movimentação e aplicação têm de passar às claras sob o crivo do Congresso Nacional! E as máquinas da Casa da Moeda nessas alturas devem operar durante as 24 horas do dia. Por aí se pode antever o que virá. Na Venezuela, por exemplo, a inflação já é galopante e passa de 60% ao ano. Lá a execução do plano do Foro de São Paulo está mais avançada. A bola da vez é a Argentina, que, segundo o noticiário desta sexta-feira, já está bem adiantado o projeto para regular preços e lucros! O país vizinho está falido e acabou de dar mais um calote internacional. ASSIM DECIDIU CUBANIZAR A ECONOMIA. Vencendo quem não deve vencer, os brasileiros experimentarão o que é viver sob o relho dos comunistas e amargando uma inflação galopante! E O ROMBO NA PETROBRAS, QUANTO É MESMO? Na verdade ninguém pode fazer ideia. Tudo é secreto e sigiloso, como convém a todos os governo totalitários. Como já comentei aqui no blog, o noticiário sobre a campanha eleitoral é apenas a espuma que bóia sobre um lodaçal de mentiras, roubalheiras de toda ordem, marquetagem barata, encenações, brigas fictícias entre Dilma e Marina Silva, que são verso e anverso da mesma medalha. Não perco meu tempo lendo esse amontado de bobagens para entreter os idiotas. De tudo que saiu na grande imprensa nacional desde sábado passado, quando a revista Veja revelou parte da delação premiada do homem-bomba da Petrobras, nada de novo surgiu durante toda a semana. Inclusive, uma operação abafa deflagrada pelo PT silenciou praticamente todos os veículos de comunicação. Não há um mísera reportagem investigativa. O que pode jogar alguma luz nessa tenebrosa penumbra em que o Brasil foi mergulhado pelo Foro de São Paulo, é justamente mais esta reportagem de Veja que chega às bancas neste sábado, revelando com exclusividade QUE O PT ESTÁ PAGANDO A CHANTAGISTAS PARA QUE PERMANEÇAM DE BICO FECHADO. Ainda assim, provavelmente, esse povo alegre, carnavalesco, 'bondoso' e sério, também fará de conta que não tem nada com isso e o que interessa é o fato de que com alguém que não deve ser eleita, possa, de alguma maneira, continuar catando caraminguás no terreiro estatal. O PROBLEMA É QUE O DINHEIRO DOS OUTROS ESTÁ ACABANDO... (Blog do Aluízio Amorim)


CONTADOR DE VISITAS